Wilsons Promotory- Roadtrip de Melbourne a caminho de Sydney

 

Depois duma semana bem passada a descobrir Melbourne, a região vinícola de Yarra, a Great Ocean Road e os Grampians, foi altura de nos fazermos à estrada para cobrir os cerca de 1000 km pela costa até Sydney. O google maps dizia-nos que eram 12 horas a conduzir, pelo que decidimos partir a viagem em várias etapas

A primeira etapa, que vos vou contar hoje levou-nos de Melbourne até Sale, via o parque natural de Wilson Promotory, numa distância de 400km, que percorremos mais ao menos em 5 horas. Pelo caminho ficou por ver a Phillip Island, muito conhecida pela sua colónia de pinguins (que já tinhamos visto na África do Sul nesta mesma viagem), que tivémos de pôr de parte por falta de tempo.

 

map

 

 

A grande atração deste trajecto foi mesmo o Parque Natural de Wilsons Promotory, que ocupa toda uma península, na ponta mais a sul da Austrália. É uma reserva natural, totalmente protegida onde não existe qualquer tipo de construção humana, tirando a sede do parque, em Tidal River. Isto quer dizer que uma visita a este parque tem que ser bastante bem planeada do ponto de vista do alojamento, para poder tirar partido de tudo o que há para ver. A única maneira mesmo de aproveitar ao máximo o parque é preparar o equipamento de campismo e lá ficar a dormir. Ou então tentar encontrar alojamento fora do parque, a 30km de distância,  que para além de não ser muito numeroso é bastante caro. Um pequeno desafio visitar esta parque não?

Como tínhamos pouco tempo optámos pela solução mais simples, que foi de passar o dia no parque. Chegámos a meio da manhã vindos de Melbourne, fomos de carro aos principais miradouros e praias, almocámos na área de pic-nic na recepção do parque e a meio da tarde fomos embora. Soube a pouco, vimos que havia potencial para ficar neste sítio durante alguns dias, sobretudo para quem gosta de acampar e de caminhadas. As praias também são espectaculares, mas infelizmente apanhámos tempo de chuva, pelo que não podémos aproveitar essa parte do parque.  Uma visita a Austrália tem muitos destas pequenas frustacõeszinhas: com tanta coisa para ver há sitios que merecem ser exploradas a sério e verdadeiramente aproveitar para ficar alguns dias. Wilsons Promotory é destes sítios. Se puderem planeiem ficar dois dias em campismo. Se não, vale a pena passar só para ver o sítio incrível que é.

DSC_0507

DSC_0508

DSC_0517

DSC_0519

DSC_0599a

 

DSC_0600

DSC_0583

DSC_0568

DSC_0563

DSC_0544

 

 

Ao fim da tarde fizémo-nos à estrada para cobrir os quilómetros que nos faltavam até Sale, o sítio onde iríamos dormir. Esta região da Austrália, no Sudeste, chama-se Gippsland e é daqueles cantinhos alternativos onde vamos encontrar muitos poucos turistas estrangeiros, o que o torna super autêntico. Sítios como Metung ou Lake Entrance  que gostámos bastante, mesmo num dia cinzento como era o caso. Gippsland é o tipo de região verde, de recantos perdidos à beira mar e ao lado de rios e lagos, que me deu vontade de, um dia, alugar uma caravana neste país e passar um ano a descobrir todos estes sítios Down Under, que tenho a certeza que há imensos, e que merecem ser descobertos!

 

DSC_0637

DSC_0682

Lakes Entrance

Metung

Metung

 

Onde ficámos

 

Em Sale, uma pequena localidade com bastante oferta hoteleira e de restaurantes entre Wilsons Promotory e Metung, ficámos num daqueles sítios que falar com os donos faz parte de toda a experiência. O Captain’s Lodge, pertence à Elisabeth, uma senhora alemã, que batizou o seu motel em honra da sua antiga vida na Europa e pela Ásia quando foi hospedeira de ar e em tempos casada com um senhor piloto de aviões comerciais. A vida dá muitas voltas e hoje em dia, emigrada na Austrália há já muitos anos, gere o Captain’s lodge, que tem quartos totalmente renovados, mas ao entrarem na recepção e na sala de jantar são imediatamente transportados pela decoração aos anos 70/80 a uma  Europa Germânica. Aproveitei para beber um (ou alguns) copos de vinho com o acutal marido da Elisabeth, que me mostrou diferentes vinhos da região, contou-me histórias de caça e a sua história de vida, que como saiu um jovem da Austria do pós guerrra e como se instalou na Austrália até hoje.

Para quem viaja entre Melbourne e Sydney, Sale é um bom ponto de descanso e o Captain’s Lodge uma possibilidade de alojamento muito recomendável. (ps: há uma piscinazinha, sempre agradável! :) )

 

DSC_0630

DSC_0622

DSC_0626

 

 

Declaração de interesses: Ficámos no Captain’s Lodge a convite da Elisabeth. Como sempre as opiniões aqui descritas são as nossas.

Comments

comments

Comments are closed.