Thulusdhoo Maldivas – paraíso autêntico e acolhedor !

 

A ilha de Thulusdhoo é um dos sítios das Maldivas onde se pode ir para experienciar o chamado turismo local. Ao contrário das ilhas resorts, onde toda a ilha é um hotel ( e onde os empregados do hotel vivem em zonas próprias, separadas dos hóspedes), as ilhas como Thuslusdhoo são habitadas por uma população fixa, normalmente pequena, que vive da pesca, comércio e serviços locais.

DSC_0750

DSC_0847

DSC_0844

DSC_0835

Como expliquei no meu artigo anterior, até há pouco tempo era apenas possível ir as Maldivas e ficar nas ilhas resort. Porém, desde há alguns anos para cá, o governo das Maldivas, liberal na altura, como forma de desenvolver a economia local e de abrir as ilhas ao mundo exterior, autorizou os locais a gerirem os seus próprios alojamentos turísticos. Como devem imaginar, num sítio paradisíaco mas isolado como as Maldivas,  onde não há muitas oportunidades de fazer negócios, esta foi agarrada com as duas mãos pelos Maldivianos. Nas ilhas mais perto da capital Malé, onde os custos de transporte para os turistas são razoáveis, tem-se vindo a desenvolver uma verdadeira indústria de turismo local, num misto de pequenos e médios hotéis e residenciais que tornaram as Maldivas acessíveis a muito mais gente com orçamentos mais modestos, para além de proporcionar uma experiência muito mais autêntica. O desafio é agora saber gerir este boom de desenvolvimento turístico, num sítio onde ainda há pouca sensibilidade da população local  para tópicos como turismo sustentável, experiências autênticas, etc…

 

Porquê Thulusdhoo?

 

Thulusdhoo é uma ilha que, para quem procura experiência autênticas, está no ponto rebuçado! Tem já uma boa variedade de alojamentos turísticos a diferentes preços, oferta a nível de actividades e excursões e alguns sítios para comer, sem ter ainda muitos turistas. Sente-se que a população local, muito acolhedora, vive ainda no seu dia à dia de sempre, ainda inalterado pela recente chegada em pequenas quantidas dos turistas à sua ilha.

Como escolher entre tantas ilhas com turismo local, e porquê Thuslusdhoo em particular? No nosso caso Thuslusdhoo ficava perto da ilha resort onde ficámos alguns dias (Adaran), o que a a nível de tempo de transporte e acima de tudo custo transfer privado ( um dos grandes custos quando se vem às Maldivas) fazia sentido. Thulusdhoo é ainda conhecida por ser uma ilha com boas ondas, ao largo da praia, o que para surfistas é um critério chave! E agora que lá estivémos sabemos que é uma ilha pacata, boa onda, sem muitos turistas ainda, com uma boa bikini beach ( praia para turistas) num cenário paradisíaco! Foi talvez a nossa melhor experiência nas Maldivas e não podemos deixar de a recomendar!


DSC_0791

DSC_0796

DSC_0813

 

O que fazer

Para além do óbvio de bronzear na praia ou à beira da piscina, há todo o tipo de actividades e excursões diárias : ir à pesca, mergulho, snorkeling, surf, para além de ir ver golfinhos! Há também a possiblidade de ir visitar a Chicken Island, uma ilha deserta mesmo à frente de Thulusdhoo ou ir visitar uma banco de areia, no meio das águas cristalinas. É literalemente a praia paradisíaca! Contem à volta de 25-30$ por pessoaa por cada actividade, e à volta de 170$ por dois mergulhos (sim, as Maldivas não são o sítio mais barato do mundo para mergulhar, mas vale a pena!) Normalmente o hotel em que ficam pode organizar todas estas viagens.


diving

dolphin watching

surf

Onde Comer

O melhor sítio para comer na ilha é sem dúvida o restaurante Aveli Restaurant & Grill, que serve um buffet pequeno mas variado e muito bem preparado. Fica no Hotel Season Paradise onde ficámos. Há ainda uma pizzaria gerido por um casal de americanos muito simpáticos chamada Contagious Pizza, assim como um restaurante local chamado Toulouse. (tão local que nem sequer tem tripadvisor!)

restaurant

Aveli Restaurant & Grill

Como chegar?

Ferry público! Custa a irrisória quantia de 5$ ida e volta e o trajecto demora 90 minutos. Parte todos os dias excepto sexta de Malé no cais Vilingili às 14h30.  Caso os vossos planos de viagem não batam certo com o horário do ferry um transfer privado custa 30$ por pessoa one way  (Male- Thulusdhoo 11.00 am e 17.30 pm, Thulusdhoo- Male 08.00 am e 14.30 pm. Sextas Feiras: Thulusdhoo- Male 14.30 pm Male- Thulusdhoo  22.00 pm ).

Onde ficámos:

Ficámos no novíssimo Season Paradise que é a melhor escolha para quem procura o conforto e a qualidade dum resort mas numa ilha pacata e autêntica como Thulusdhoo! Os quartos estão decorados num estilo moderno e têm uma vista para o mar incrível. A parte que mais gostámos deste hotel é mesmo a infinite pool com uma vista espectacular! O staff é super friendly e, como referido em cima, o restaurante do Hotel é o melhor da ilha, com uma qualidade muito boa para um buffet, mesmo acima do que experienciámos no Resort! Thulusdhoo é uma ilha muito pequena, mas o Season Paradise fica mesmo à frente da bikini beach o que é sempre agradável. Há ainda um pequeno ginásio para queimar algumas calorias com uma vista de fazer inveja a qualquer sala de desporto do mundo!!

Por ser o único edifício da ilha construído em altura é daqui que poderão desfrutar das melhores vistas também!

 

hotel air view

 

DSC_0888

hotel room

quarto

DSC_0863

DSC_0763

 

Declaração de interesses: Ficámos no Season Paradise a convite da gerência. Como sempre, as opiniões aqui expressas são as nossas.

Comments

comments

Comments are closed.