Robertson- A Capital do Vinho Sul Africana

 

Falemos de vinho a qualquer turista na África do Sul e Stellenbosch e Franschhoek vão vir à baila certamente. Perguntemos a um Sul Africano onde compra o seu vinho e provavelmente Robertson será a resposta.

Apesar de não ter a fama que as suas cidades vizinhas têm, Robertson, situado no coração da cénica Route 62, no meio do Vale do Breed, é das principais cidades vinícolas do mundo, fazendo dela uma paragem obrigatória para os amantes de vinho que fazem esta estrada.

DSC_0094

Parámos nesta cidade vinícola um pouco por acaso, para podermos aproveitar a tarde antes de seguir para Capetown, de onde iríamos sair para a Namíbia. E ainda bem que parámos por cá, porque tivémos oportunidade de ver uma outra face da zona das vinhas Sul Africanas, talvez menos posh, mas muito mais autêntica.   Visitámos duas quintas, a Bon Courage e a Springfield entre as dezenas que cobrem este vale. A melhor coisa desta região comparada com Stellenbosch e Franschhoek? As provas de vinhos são à borla, porque normalmente quem vem aqui, é para comprar vinho!

DSC_0100

Bon Courage

DSC_0099

Bon Courage

 

1

Springfield

 

DSC_0109

Springfield

Acabámos por comprar 3 garrafas de vinho na Bon Courage, para aquecer as noites frias de campismo que se avizinhavam na Namíbia, incluindo um Cape Vintage que não é nem mais nem menos que a imitação Sul Africana do Vinho do Porto. Tenho que confessar que não é má, mas não há nada como o original! A quinta de Springfield é bastante mais cara se quisermos comprar algumas garrafas, mas só pelo cenário, vale a pena uma visita.

Infelizmente não tivémos tempo para visitar mais quintas em Robertson, mas como podem ver pelo mapa, para os amantes de vinhos,podem-se passar à vontade dois dias a degustar o néctar de Baco nesta região.

50764519

Em Robertson tivémos a oportunidade de experenciar, mais uma vez, a hospitalidade Sul Africana, no B&B que ficámos, o Cedar Lodge. Para terem uma ideia, desde o momento em que chegámos até entrarmos no nosso quarto (meia hora), Paul, o nosso anfitrião conseguiu-nos convencer que Robertson é uma paragem obrigatória na rota dos vinhos Sul Africanos, para além de nos ter contado a sua vida incrível em que foi dono duma empresa de catering, inventor de caixas para transportes materiais perigosos em aviões (recebeu um prémio da IATA) , engenheiro civil na ilha francesa de Mayote, isto tudo  antes de ser dono do B&B e expert em vinhos. Ah, e também foi campeão  Sul Africano de Rally em 1983!

IMG_4241

Paul, como apreciador de vinhos, ao saber que era Português, tirou todo o seu Portfolio de vinhos do Porto e primos produzidos na África do Sul, para mostrar que não ficam nada atrás de nós! Tive que admitir que um deles, o Mooiuitzicht não era nada mau!

IMG_4237

 

O Cedar Lodge tem quartos simples e confortáveis (ps: foi o Paul que contruiu todo edifício) para além duma piscina que faz deste sítio um local bastante agradável para descansar (e ressacar) das provas de vinhos. Mas o que mais gostámos no Cedar Lodge foi mesmo o Paul e as suas histórias, a família de cachorros que só querem brincar, para além do pequeno almoço incrível (indispensável para quem quer atacar as provas de vinhos logo de manhã). O Paul também organiza provas de vinhos durante o dia, onde leva os hóspedes pelas suas caves preferidas! Deve valer muito a pena!!

IMG_4236

IMG_4235

 

DSC_0140 IMG_4238

 

IMG_4240

O Paul e a Lynne

 

(Declaração de interesses: Ficamos no Cedar Lodge a convite do Paul e da Lynne. Como sempre a opinião aqui escrita é independente é a nossa.)

 

 

Comments

comments

Comments are closed.