Live from algures por cima de África( e um check in quase milionário)

 

Estou neste momento sentado na classe económica dum Boing 747, uma daquelas banheiras gigantes voadores, que as companhias aéreas usam para as suas rotas intercontinentais, para poder voar o máximo de passageiros possíveis e rentabilizar os custos operacionais (para quem não sabe, as grandes companhias aéreas hoje em dia são rentáveis quase apenas nestes longos voos intercontinentais).  Os voos locais, de curta duração, têm como principal objectivo de ligar os passageiros aos hubs principais, de onde farão ligação com um voo intercontinental).

Estou aqui sentado a sobrevoar África mas poderia estar a acordar num Hotel ao lado do aeroporto em Londres, 1200 euros mais rico. Passo a explicar: ontem, ao fazermos o check in, recebemos uma indicação para nos dirigirmos ao Serviço clientes onde nos disseram que havia um potencial overbooking, e que a British Airways nos pagaria 1200 euros, mais hotel e refeições para voarmos no dia seguinte. Ao nos proporem começar a nossa viagem de um ano um dia mais tarde e 1200 euros de budget mais folgados, tivemos que nos conter um pouco para não dizermos logo sim a pular de alegria…Pedimos 5 minutos para pensar, e ao fim de 2 minutos voltámos e dissémos que sim. Disseram-nos para voltarmos 45 minutos antes do voo partir para ver se efectivamente ia haver overbooking!

Já nos imaginávamos a passear em Londres mais um dia, ao soleil (tem estado um tempo incrivelmente bom em Londres), no mercado de Notting Hill, e a pensar onde iríamos gastar os 1200 euros de travel budget extra. Mas como um despertador cruel que nos acorda dum sonho erótico, o mesmo homenzinho que nos tinha potencialmente oferecido  ” a offer you cannot refuse”, ao voltarmos disse-nos que o sistema de voo nos tinha atribuído lugares, mas para esperar mais 10 minutos que ainda havia possibilidade de ficarmos em terra.

Foram 15 minutos de ansiedade que acabaram conosco a correr pelo security gate e pelos terminais para não perdermos o vôo, ao confirmarem que podíamos efectivamente voar hoje e não iríamos ser vítimas de overbooking. Ou seja, British Airways, isto não se faz! não se criam expectativas em 2 pobres backpackers para ter um início de volta ao mundo com um jackpot para no fim nos dar apenas um check in atribulado!

Em todo o caso, o voo está a correr bem- ou o melhor que pode correr em classe económica com uma equipa de rugby júnior atrás de nós! lol, por acaso, portaram-se bem e passaram a noite toda a ver filmes no inflight entertainment system, enquanto eu dormi como um bébé durante 10 horas. (e a Hélène passou a noite em claro com a turbulência!)

20 Minutes to capetown diz a senhora no altifalante. Até já, em apetown!

 

photo

 

photo (1)

Comments

comments

Comments are closed.