Descubram a nossa souvenir de Bali,a nossa favorita de toda a viagem@ Threads of Life- Ubud

 

Como podem imaginar trazer souvenirs numa volta ao mundo nem sempre é fácil.  A começar pela questão do transporte, temos que nos limitar a coisas pequenas que facilmente dê para enviar por correio para casa ou para dar a alguém que leve por nós. Depois claro, também à a questão do orçamento, pelo que não podemos fazer grandes excessos no que compramos.

Regra geral compramos sempre um íman em cada país, um livro de cozinha (se gostámos da comida), ou um livro de fotos (se nos identificarmos com a maioria dos sítios fotografados). Também já comprámos alguns quadros, utensílios de cozinha e estatuetas, entre outras bugigangas.

Mas foi talvez de Bali que trouxémos a souvenir com mais significado até agora. A história segue-se nas próximas linhas:

Depois de termos passado alguns dias na península de Bukit, no sul de Bali, e de mais alguns em Canguu, provavelmente um dos melhores sítios de Bali para aprendar a surfar, cheio de coffeeshops, bares e restaurantes com pinta, fomos para Ubud, uma pequena cidade no centro de Bali, no meio dos arrozais, que se tornou um sítio fashion para fazer Yoga e para comprar todo o tipo de produtos feitos a mão, muitos deles criadospor designers estrangeiros que se estabeleceram em Bali. É um sítio cheio de boa onda, que apesar de não ser bonito em si, tem bastantes templos para visitar, danças locais para ver e actividades para nos manter ocupados vários dias. Foi o nosso sítio favorito em Bali.

Para além do sítio em si gostámos imenso das pessoas que conhecemos. Durante a nossa volta ao mundo temos tido a oportunidade de conhecer algumas pessoas com um percurso incrível através do nosso blog, ao termos um contacto mais próximo com alguns dos proprietarios dos hotéis onde vamos ficando, através das nossas parcerias de promoção.

Um dos projectos de vida mais interessantes que conhecemos foi mesmo aqui em Ubud, com o William e a Jane, um casal que chegou a Bali há mais de 20 anos e juntos criaram algo fantástico que vale a pena ser promovido e apoiado.

Ao chegarem a Bali, entre vários projectos, este casal começou a organizar diferentes excursões, não só pela ilha mas um pouco por toda a Indonésia. E foi aí que se aperceberam, ao contactar com as diferentes gentes em cada ilha que o artesenato típico  era muitas vezes ligado ao têxtil, e servia acima de tudo para ser usado pelos membros da família em alturas de festa ou como presente para outras pessoas, em alturas importantes . Este têxtil era, obviamente, todo preparado à mão, desde a confecção do tecido à sua coloração, à base de produtos naturais. A Jane e o William viram também que cada ilha, e mesmo cada aldeia tinham as suas próprias peças caracteristicas, com os seus motivos e técnicas de coloração especificas. Por outro lado aperceberam-se que estes processos artesanais iam sendo cada vez mais raros, não só devido à introdução de tecidos produzidos industrialmente, mas também devido à falta de incentivos, quer governamentais quer das forças de mercado para continuar com esta produção autêntica de produtos têxteis .

E foi assim que a Threads of Life começou, com duas vertentes. Por um lado com um objectivo comercial de conseguir obter de produtores locais, peças têxteis artesanais únicas, feitas 100% de produtos e técnicas locais, representativas das tradições culturais de diferentes regiões da Indonésia. Por outro lado a Threads of Life funciona como uma fundação que tem como objectivo preservar e divulgar o conhecimento das técnicas de coloração tradicionais que em muitas aldeias comecavam já a ser esquecidas e influenciadas com novos produtos químicos. Tanto a entidade comercial como a fundação permitem criar uma economia local à volta do sector têxtil, em zonas remotas e desfavorecidas, tirando da pobreza dezenas de famílias em diferentes ilhas.

DSC_0592

DSC_0590

DSC_0575

Para quem visita Ubud, a cidade de Bali conhecida por ser um centro de criatividade e criação de todo o tipo de produtos, desde os têxteis às jóias e todo o tipo de pexibeques, não deixem de visitar a loja do Threads of Life. Ficámos tão impressionados com o valor deste projecto que decidimos imediatamente que a nossa souvenir de Bali viria daqui. E assim comprámos duas fronhas de almofada, com motivos únicos, bordadas e tingidas à mão que sabemos que estão a apoiar um projecto com uma boa causa por detrás. Claro que os preços reflectem a autencidade e o trabalho por detrás de cada peça. Pagámos 50 euros por cada fronha, havendo belas peças de decoração mural que valem até 500 euros. Caro? Talvez… Mas às vezes mais vale trazer apenas uma souvenir cheia de significado que uma mala cheia de pequenas coisinhas…

 

DSC_0617

Depois de muita escolha…

Onde ficámos

Associado ao Threads of Life, a Jane e o William criaram o Umajati Retreat, um conjunto de duas vilas a 15 minutos de Ubud, rodeada por arrozais, que são um monumento ao bom gosto na decoração, com um feeling colonial e que nos faz pensar vir passar a nossa reforma a Bali numa casa destas! Estas duas vilas servem ainda como um showroom dos produtos da Threads of Life, o que cria um efeito super cosy. Alojado no Umajati Retreat fica ainda a oficina do Threads of Life, onde uma equipa de artesões trabalha diferentes técnicas de coloração de produtos naturais à base de produtos plantados também no jardim local. O regime de alojamento é em meia pensão e posso vos dizer que vale a pena comer aqui! De entre todos os alojamentos onde ficámos até agora este foi sem dúvida o mais bem decorado e com um sentimento de bem estar onde já ficámos! Quando vierem a Ubud e se puderem se pagar um miminho destes, não hesitem!

DSC_0531

 

 

DSC_0450

DSC_0673

DSC_0391

DSC_0388

 

Declaração de interesses: ficámos no Umajati Retreat a convite dos donos. Como sempre, as opiniões aqui expressas são as nossas.

Comments

comments

Comments are closed.