Back of Beyond Sri Lanka- Um eco lodge a descobrir

Não sei se isto vos aconteceu, mas enquanto viajante, à medida que os anos passam tenho tido tendência a abrandar o ritmo a que visito cada destino. Se isso me proíbe de ver tudo, não faz mal, o que visito ficarei a conhecer melhor. Quando comecei a viajar, há já quinze anos (como o tempo passa rápido…), era exactamente o contrário. Queria ver tudo o que havia para ver, numa sede e energia incansável que, sei agora, fez não me aproveitar certos sítios e experiências da melhor maneira. Mas é assim a inexperiência e irreverência da juventude.

Ao mesmo tempo, ao decidirmos passar mais tempo em certos sítios num viagem, à medida que temos menos disponibilidade para viajar ( que saudades de ter meses e não semanas de viagem) e que o nosso orçamento para viajar cresce com a nossa carreira, o alojamento passa de  um bem básico, não prioritário, onde o único critério ser poder pousar a mochila em segurança, a algo central nas viagens, como parte integrante da experiência. Posso vos dizer que frequentemente olhamos para trás para a nossa volta ao mundo e a par dos destinos e das pessoas que conhecemos lembramo-nos com saudades de sítios onde ficámos como o Umajati Retreat em Bali, o Masodini Lodge na África do Sul ou o Pierre Point Wines na Austrália…

Viajar mais lentamente, passando alguns dias no mesmo sítio e poder encontrar um alojamento  que faça parte integrante da nossa viagem e uma experiência em si são as duas razões pelas quais adorámos o Back of Beyond, um grupo de 5 propriedades de eco turismo no Sri Lanka. Os lodges do Back of Beyond  encontram-se regra geral completamente isolados de qualquer interferência humana, no meio de grandes propriedades onde a selva e os animas ao ar livre são a regra.

home-map

 

Touch Gently assim se resume a sua filosofia: sim, aceitam que enquanto alojamento turístico são intrusos, mas esperam que o impacto natural e social no meio seja tão minímo que se seja apenas um leve toque. No DNA do Back of Beyond está o respeito pela Natureza. O proprietário, o Sr. Yohan Weerasuriya, tomou gosto pela fauna e flora enquanto criança, ao viajar com o pai em expedições fotográficas no meio da selva da ilha. Esta paixão perdurou sempre, e depois duma carreira profissional bem sucedida resolveu criar um sítio onde permitisse às pessoas experienciar o que ele sempre vivenciou pelas matas do Sri Lanka, de maneira confortável, e sempre tentando criar um mínimo impacto no meio em redor.

Da mesma maneira que respeita o meio natural onde se vem inserir, também o meio social é tomado em conta. A construção dos lodges é sempre feita por trabalhadores locais, muitos dos quais se tornam depois fornecedores dos produtos servidos aos hóspedes, das suas produções caseiras. Da mesma maneira o staff dos Lodges vem da comunidade local enquanto a maior parte dos serviços prestados são feitos por empresas locais e não directamente pelo lodge, o que permite distribuir a o dinheiro gasto pelos hóspedes pela comunidade.

 

Back of Beyond- Pidurangala

 

Tivémos oportunidade de visitar dois dos eco lodges do Back of Beyond. O primeiro foi o Pidurangala na zona do chamado triângulo cultural, situados muito perto do rochedo fortaleza de Sigirya.

É a base ideal para explorar o centro do Sri Lanka. A cerca de uma hora da antiga cidade de Polonnaruwa, a 30 minutos dos parques nacionais  de  Minneriya e Kaudulla, a 30 minutos de Dambulla e a 10 minutos do rochedo fortaleza de Sirigya, é um sítio conveniente para ficar dois ou três dias e explorar esta zona obrigatória da ilha.

Perdido no meio duma floresta, à qual os locais chamam Kurula Uyana, o parque das aves, o eco lodge é um cantinho de paz e sossego, ideal para descansar dum dia passado no carro ou a visitar ruínas! Cada quarto é uma casinha individual, com o seu alpendre, e um interior espaçoso com uma casa de banho a céu aberto. Não há mordomias como ar condicionado, wifi ou televisão. Mesmo a electricidade, vinda de paineis solares e dum gerador nem sempre é um bem adquirido! É tudo feito para estar em sintonia com a natureza e para desfrutar duma conversa ou dum livro. Se estiverem disponível não percam a oportunidade de ficar na tree house, um tipo de quarto super original! À noite é altura de desfrutar dum bom chicken curry caseiro, preparado pelo staff, sempre simpático e prestável.

A 5 minutos a pé encontra-se o monte de Pidurangala que é uma atração turística a não perder, já que permite desfrutar duma vista incrível, sobretudo ao pôr do Sol de Sigirya. Há ainda vários passeios pedestres para descobrir a região à volta assim com a imensa biodiversidade, sobretudo a nível de aves!

 

DSC_1224

DSC_1228

DSC_1236

DSC_1246

Processed with VSCO with s3 preset

 

O que visitar no centro do Sri Lanka

 

Polonnaruwa é um parque arqueológico muito vasto, onde os amantes de arqueologia se podem perder durante vários dias. Para quem quer ver somente os sítios principais, um meio dia chega. É possível partir de Kandy bem cedo, fazer o parque de Polonnaruwa e ao fim da tarde ir ver os elefantes num dos parques de Minneriya ou Kaudulla, antes de irem ficar ao Back of Beyond de Pidurangala

 

DSC_1208

Polonnaruwa

DSC_1203

Polonnaruwa

DSC_1195

Polonnaruwa

 

Sigirya é simplesmente o local histórico mais fantástico do Sri Lanka. Não pela riqueza arquitectónica que irão encontrar porque muito foi destruído pelo homem e Natureza ao longo dos séculos, mas pela localização e cenário incrível no topo dum rochedo ao qual se pode apenas aceder por vários lances de escadas, muitos deles voltados para o abismo, o que torna a subida algo difícil para quem sofre de vertigens. Mas o sacrifício vale a pena! Lá em cima a vista é magnífica. E mesmo em ruínas podemos imaginar a grandiosidade e invencibilidade de outora deste sítio. A fazer cedíssimo pela manhã, à hora de abertura para evitar o calor e as multidões. Deixem o museu para o fim.

DSC_0003

Sigiriya

DSC_0025

Sigiriya

DSC_0014

Sigiriya

 

Dambulla é também um dos sítios do percurso histórico do centro do Sri Lanka. Aqui se podem encontrar uma série de grutas que alojam mais de 100 estátuas de budas, de todos os tamanhos e feitios, no topo duma colina, que precisa duma subida nada fácil. Cuidado com os macacos gulosos pelo caminho! São precisas umas duas horas para visitar este sítio, cuja entrada é grátis. É um ponto de paragem fácil no caminho de ida ou de volta de Kandy.

 

DSC_0083

DSC_0061

DSC_0108

 

 

Back of Beyond Kahadamodara Tangalle

 

O outro eco lodge do Back of Beyond que tivemos a oportunidade de descobrir foi o de Kahadamodara, ao pé de Tangalle, na costa sul do Sri Lanka, um dos sítios que mais gostámos de toda a ilha.

Esta propriedade é ideal para estadias mais longas, de uma ou mesmo duas semanas, já que está perto duma praia com um areal imenso, com ondas selvagens onde não se vê nenhum turista (estão todos em Tangalle, a cerca de 20 minutos!), para além de ter uma piscina para as crianças, e de estar localizado estratégicamente a algumas horas de carro dos parques naturais de Yala ou de Udawalawe. ( e a três horas de Ella, na zona produtora de chá).

A arquitectura, cores  e decoração do Back of Beyond de Kahadamodara é em tudo semelhante à de Pidurangala, se bem que o feeling aqui seja diferente. É menos selvagem, menos escondido no meio da selva, e a influência dos horizontes abertos maritímos faz-se mais sentir. Este eco-lodge é totalmente independente a nível de electricidade, graças à energia solar, tanto que até vendem o excedente à rede eléctrica exterior. Um dos grandes atractivos do lodge é ficar mesmo à beira do rio Urubokka Oya, onde os hóspedes podem fazer kayak até ao estuário, junto ao mar a alguns minutos de distância ou serem levados num passeio de observação dos animais e das gentes locais pelo barqueiro residente! Não deixem de provar as delícias do restaurante, onde a maioria dos produtos servidos são cultivados no próprio lodge.

 

DSC_0719

DSC_0736

DSC_0711

DSC_0755

DSC_0762

 

BOB Tangalle-1-60

 

 Declaração de interesses: Ficámos nos Eco-Lodge Back of Beyond a convite da gerência. Como sempre as opiniões aqui expressas são as nossas.

Comments

comments

Comments are closed.